Cadastre seu e-mail e receba informativos
Menu de artigos

 A chegada do filhote
 A escolha do filhote
 Castração
 Conheça os gatos
 Cuidados básicos
 Dúvidas frequentes
 Escolhendo o gato
 Gato perdido!
 Mordidas de gato
 Onde comprar
 Pelagem
 Posse responsável
 Vacinação
 Viajando com o gato

 Entidades protetoras


Comportamento

 Arranhar/Afiar unhas
 Catnip
 Comer grama
 Convívio com cães


Reprodução

 Acasalamento
 Cio
 Ciclo Reprodutivo
 Desmame do filhote
 Gestação
 Parto


Saúde

 Diagnósticos
 Doenças
 Gatos idosos
 Odontologia
 Parasitas
 Primeiros socorros
 Reprodução
 Tratamentos
 Zoonoses


Menu de serviços

 Achados e perdidos 
 Adoção
 Álbum de Fotos
 Amizades
 Cadastro de Pet Shop
 Cãorreio sentimental
 Doação
 Dogcast
 Histórias
 Página Animal
 Pesquisar estudantes
 Pesquisar veterinários
 TV Webanimal videos





Desmame

Assim que nascem, os filhotes já são capazes de encontrar as tetas da mãe e iniciam a amamentação. Nas primeiras horas de vida, o filhote ingere e é capaz de absorver o colostro, um leite rico em anticorpos que são transferidos da mãe para a cria. É importante que os filhotes sejam amamentados pela mãe nas primeiras horas de vida. Nos próximos 25 a 30 dias, o filhotinho se alimentará exclusivamente do leite materno, a menos que a mãe não tenha leite suficiente para a ninhada.

Podemos desconfiar de falta de leite materno quando os filhotes choram com frequência. Nesse caso, a amamentação com leite substituto é indicada. Existem leites substitutos industrializados para cães e gatos. Na falta dele, o veterinário poderá indicar uma receita caseira que será dada a cada três horas com mamadeira.

A partir de 30 dias, devemos começar o desmame, ou seja, introduzir algum tipo de aliementação para que o filhote deixe de mamar na mãe. Nessa idade, os filhotes já estão andando e os dentinhos já estão começando a nascer. A mãe sente desconforto ao amamentar os filhotes e, naturalmente, passa a ficar mais distante deles.

O desmame pode ser feito introduzindo-se uma papinha de desmame industrializada ou mesmo uma ração para filhotes amolecida com leite morno, 1 vez ao dia. No início, os filhotes entrarão no prato de comida e farão uma bagunça. Para ajudá-los a compreender que "aquilo" não é para se lambuzar e sim para comer, molhe o dedo na papa e deixe que o filhote cheire e lamba. Inicialmente ele pode rejeitar completamente, mas aos poucos irá se acostumar com o novo sabor. Aumente a frequência da papinha para duas, três e depois 4 vezes ao dia, até que a ninhada complete 45 dias de vida. Nos intervalos entre as papinhas, os filhotes deverão mamar na mãe, com uma frequência cada vez menor.

Quanto a cadela ou gata estiverem amamentando e na fase de desmame, JAMAIS retire todos os filhotes de uma vez. Não tendo a cria para mamar, o leite acumulado "empedrará" causando inflamação, febre, perda de apetite e muita dor (mastite ou mamite).

Na fase de desmame, quando os filhotes já estiverem com 40 dias, e se alimentando com a papinha, podemos ajudar a secar o leite da fêmea diminuindo a comida e a água por 3 a 4 dias. Isso só deve ser feito sob a supervisão de um veterinário. Da mesma forma, medicamentos para secar o leite só devem ser administrados se o veterinário achar necessário.

Aos 45 dias de idade, nunca antes dos 40 dias, os filhotes podem ser afastados da mãe. Mas lembre-se, nunca retire todos os filhotes de uma vez. Faça-o ao longo de 3 ou 4 dias para que a fêmea não fique desesperada procurando a cria ou corra o risco de desenvolver uma mastite.


Silvia C. Parisi
médica veterinária - (CRMV SP 5532)

Webanimal
www.webanimal.com.br



Livro sobre cães
lado1
pixel

Livro Crônicas para ler com seu cachorro

pixel
lado2
vazio

Guia de Primeiros Socorros

Diário do Dudu
A volta ao mundo




quem somos | fale com a gente
Webanimal é marca registrada da Realty Informática Ltda.
Proibida a reprodução de artigos sem prévia autorização ©Copyright 1998 - 2016