Cadastre seu e-mail e receba informativos
Menu de artigos

 Chinchilas
 Ferrets
 Gerbils
 Hamsters
 Porquinhos da Índia
 Coelhos


Menu de serviços

 Achados e perdidos 
 Adoção
 Álbum de Fotos
 Amizades
 Cadastro de Pet Shop
 Cãorreio sentimental
 Doação
 Dogcast
 Histórias
 Página Animal
 Pesquisar estudantes
 Pesquisar veterinários
 TV Webanimal videos



Ferretes: cuidados gerais

Ferrets: cuidados gerais

Ferrets domésticos (Mustela putorius furo) pertencem a ordem Carnivora e a familia Mustelidae. Geralmente os ferrets são animais fáceis de cuidar e os proprietários não necessitam gastar muito dinheiro para sua manutenção (alimentação, vacinação, etc..), são relativamente quietos.

Valores fisiológicos para os ferrets domésticos:

- tempo de vida: de 5 a 8 anos, mas podem viver até os 12 anos,
- maturidade sexual: entre 4 a 8 meses de idade,
- tempo de gestação: varia entre 41 a 42 dias,
- peso ao nascimento: os filhotes recem nascidos pesam entre 8 e 10 gramas aproximadamente,
- abertura dos olhos: geralmente entre 21 a 37 dias de vida,
- temperatura retal: de 37,8 a 40 graus Celcius,
- frequencia cardiaca: de 180 a 250 batimentos por minuto.
- frequencia respiratoria: de 33 a 36 movimentos por minuto.

Banhos

Ferrets como os gatos, não necessitam de muitos banhos. O excesso de banhos pode ocasinar problemas dermatológicos, pela remoção excessiva dos óleos essenciais da pele, causando prurido (coceira) e dermatopatias. Acredito que 1 banho mensal com produto específico para ferret, seja o suficiente para uma higiene adequada da pelagem.

Alimentação

Ainda existe muita controvérsia com relação aos requerimentos nutricionais específicos, mas com certeza os ferrets são carnívoros, necessitando de uma alimentação rica em proteína e gordura, o que e encontrado nas rações comercias de boa qualidade para ferrets. Os ferrets não são hábeis em digerir grandes quantidades de fibras. Animais adultos necessitam aproximadamente de 30 a 40% de proteina e 18 a 30% de gordura. Um dos principais sintomas de deficiência de gordura na dieta alimentar é a pelagem sêca e a falta de brilho. Obesidade não é um achado comum em ferrets. Não devem ser alimentados apenas uma vez ao dia, possuem um alto metabolismo, necessitando alimentar-se várias vezes. A água deve ser filtrada e renovada diariamente.

Medicina Preventiva

Os ferrets devem ser levados ao médico veterinário anualmente, até completarem 4 anos de vida; após essa idade, as consultas devem ser realizadas a cada 6 meses. Devem receber as devidas vacinas ainda quando jovens, as quais devem ser repetidas anualmente. As consultas de rotina incluem exame clinico completo e alguns exames laboratoriais como exame de fezes e glicose sanguinea.

Vacinações

Os ferrets devem receber as seguintes vacinas: canine distemper (cinomose) e antirabica. E bom salientar que, a ÚNICA PESSOA CAPACITADA E AUTORIZADA para cuidar do seu amiguinho e o MÉDICO VETERINÁRIO!

Canine distemper (cinomose) é uma vacina diferente da aplicada em animais de estimação como os gatos e cães. Esta vacina é específica para ferrets, sendo a primeira dose aplicada entre 6-8 semanas de idade, a segunda dose entre 10-12 semanas, e a terceira e última dose entre 14-16 semanas de idade. As outras repetições são anuais. É bom salientar que a cinomose em ferrets é 99% fatal, portanto, é de fundamental importância que a vacinação seja feita corretamente, dentro das datas acima citadas.

A primeira dose da vacina Antirabica é aplicada em ferrets com 3 meses de idade, sendo repetida anualmente.

Parasitas

Parasitismo gastrointestinal não é tão comum em ferrets quanto em cães e gatos. Podemos encontrar os seguintes endoparasitas em exames de rotina (exame de fezes):

- Isospora sp: pode ocorrer em ferrets jovens, geralmente esta infecção e subclínica, mas podem ocorrer casos de diarréia sanguinolenta;
- Giardia sp: geralmente é observada em ferrets que foram expostos a cães ou gatos infectados;
- Cryptosporidiosis: pode ocorrer em grande quantidade em animais jovens;

Outros parasitas

- Otodectes cynotis: parasita do ouvido que pode acometer cães, gatos e outros animais;
- Dirofilaria immitis: importante parasita que acomete o coração;
- Ctenocephalides sp: pulga que pode causar anemia em infestações crônicas.

OBS: nunca esqueça que exames de rotina são essenciais para a identificação desses parasitas!

Referências:
HILLYER, E.; QUESENBERRY, K. Ferrets, rabbits, and rodents: clinical medicine and surgery. Philadelphia: W. B. Saunders company, 1997.


Carlos Alexandre Pessoa
médico veterinário (CRMV SP
8621)
www.animalexotico.com.br

Webanimal
www.webanimal.com.br



Livro sobre cães
lado1
pixel

Livro Crônicas para ler com seu cachorro

pixel
lado2
vazio

Guia de Primeiros Socorros

Diário do Dudu
A volta ao mundo




quem somos | fale com a gente
Webanimal é marca registrada da Realty Informtica Ltda.
Proibida a reprodução de artigos sem prévia autorização ©Copyright 1998 - 2016