Cadastre seu e-mail e receba informativos
Menu de Artigos

 Guia para iniciantes
 Guia para o dono
 Adestramento
 Castração
 Cães de trabalho
 Cães famosos
 Cães pelo mundo
 Campanha anti-caca
 Cinofilia/criação
 Comportamento
 Cuidados gerais
 Dermatologia
 Diagnósticos
 Doenças
 Dogcast (podcast)
 Dúvidas frequentes
 Entidades protetoras
 Fotografia animal
 Gente que faz
 Geriatria
 Legislação
 Medicina Veterinária
 Nutrição
 Odontologia
 Oncologia
 Operação anti caca
 Parasitas
 Primeiros socorros
 Posse responsável
 Proteção animal
 Raças populares
 Raças interessantes
 Reprodução
 Teste seu Cão
 Tratamentos
 Zoonoses


Menu de Serviços

 Achados e perdidos 
 Adoção
 Álbum de Fotos
 Amizades
 Cadastro de Pet Shop
 Cãorreio sentimental
 Doação
 Dogcast
 Histórias
 Página Animal
 Pesquisar estudantes
 Pesquisar veterinários
 TV Webanimal videos



Tumor de Sticker

Tumor venéreo transmissível ou Sarcoma de Sticker

O que é?
É uma neoplasia (câncer) que normalmente ocorre em cães adultos. Muito comum em países de clima tropical e subtropical como o Brasil.

Qual a etiologia (causa) e incidência?
As células do tumor, que são mutadas, são esfoliadas e transplantadas de animal para animal. Não se sabe ainda o porquê ocorre está mutação celular.

Ocorre com maior frequência em animais em idade adulta, sendo as fêmeas mais afetadas que os machos. O grupo de maior risco se compõe dos cães errantes.

Como é transmitido?
Na maioria dos casos é transmitido via contato sexual (cruzamento). Outras formas de transmissão são relativas ao comportamento social dos cães como, farejar e lamber a área genital e até mesmo por ferimentos causados por mordidas. A transmissão é feita na forma de transplante das células neoplásicas (cancerosas) do animal doente para o são.

Onde ele se localiza?
Por ser sexualmente transmissível, principalmente, se localiza nas mucosas vaginal (fêmeas), prepucial e peniana (machos). Em alguns casos raros, pode ocorrer a metástase nas narinas, cérebro e outros órgãos.


Tumor venéreo transmissível em pênis de cão


Quais os sintomas principais?
Presença de tumores na vagina, pênis ou prepúcio. Com aparecimento de secreção serossanguinolenta pela vagina ou pênis. No início aparecem nódulos avermelhados pequenos (1 a 3 cm) e depois se desenvolvem em massas tumorais de até 10 cm de diâmetro. Pode ocorrer reinfecção.

Como tratar?
Pode-se utilizar a retirada cirúrgica, a quimioterapia ou a radioterapia. Destes tratamentos a quimioterapia é o que produz resultados mais satisfatórios. A quimioterapia deve ser acompanhada de exames clínicos e complementares (hemograma).

Se o cão sofrer de alguma alteração sanguínea concomitantemente com o tumor, poderá ocorrer hemorragia profusa. Muitas vezes podem ocorrer alterações na forma ou até mesmo obstrução da vagina nas fêmeas e fimose em machos.

Como prevenir esse tipo de doença?
A melhor prevenção para o TVT é não deixar os cães cruzarem sem um controle criterioso, uma vez que a transmissão se dá via contato sexual. Procure sempre saber das condições de saúde tanto do macho como da fêmea escolhidos para o cruzamento.

Outro fator importante é não permitir que os cães saiam livremente pela rua, porque em um destes passeios ele poderá cruzar, sem mesmo o dono saber, e contrair a doença. Uma vez diagnosticado o TVT os cães devem ser afastados da reprodução até a remissão total dos sintomas.


Profa. Dra. Silvia E. Crusco (CRMV-SP 4313)
www.silviacrusco.com
Médica Veterinária - especialista em reprodução

Webanimal
www.webanimal.com.br





lado1
pixel

livro

pixel
lado2
vazio

Guia de Primeiros Socorros

Diário do Dudu
A volta ao mundo



quem somos | fale com a gente
Webanimal é marca registrada da Realty Informática Ltda.
Proibida a reprodução de artigos sem prévia autorização ©Copyright 1998 - 2014