Cadastre seu e-mail e receba informativos
Menu de Artigos

 Guia para iniciantes
 Guia para o dono
 Adestramento
 Castração
 Cães de trabalho
 Cães famosos
 Cães pelo mundo
 Campanha anti-caca
 Cinofilia/criação
 Comportamento
 Cuidados gerais
 Dermatologia
 Diagnósticos
 Doenças
 Dogcast (podcast)
 Dúvidas frequentes
 Entidades protetoras
 Fotografia animal
 Gente que faz
 Geriatria
 Legislação
 Medicina Veterinária
 Nutrição
 Odontologia
 Oncologia
 Operação anti caca
 Parasitas
 Primeiros socorros
 Posse responsável
 Proteção animal
 Raças populares
 Raças interessantes
 Reprodução
 Teste seu Cão
 Tratamentos
 Zoonoses


Menu de Serviços

 Achados e perdidos 
 Adoção
 Álbum de Fotos
 Amizades
 Cadastro de Pet Shop
 Cãorreio sentimental
 Doação
 Dogcast
 Histórias
 Página Animal
 Pesquisar estudantes
 Pesquisar veterinários
 TV Webanimal videos



Seborreia

Caspas, eu?

Nos cães escuros é notada rapidamente, mas também acomete os claros. Dá um aspecto de flocos de neve ao corpo do animal que tem ou não queda de pêlos e coceira. Então, o que é isso? É a chamada seborreia, uma enfermidade cutânea crônica de cães, caracterizada por um defeito na queratinização (formação da camada córnea da pele), com crescente formação de escamas.

Pode aparecer também com um excessivo engorduramento da pele e pelagem, e algumas vezes pode haver inflamação secundária. Esse aspecto, no ser humano, é conhecido como caspa.

A seborreia primária pode ser de causa idiopática (medicamentosa), de fundo endócrino, deficiência dietética (gordura, proteína, vitamina A, zinco), má absorção ou má digestão e defeitos no metabolismo das gorduras. 

A seborreia secundária pode ter como causas ectoparasitas (ácaros, pulgas, carrapatos), dermatites com infecção secundária, fungos, hipersensibilidade a medicamentos, produtos de limpeza do ambiente ou do animal e calor seco. 

Os aspectos da seborreia primária são tipicamente a oleosidade e escamação. A seborréia secundária também é descamativa, porém mais seca. 

Algumas raças são predispostas ao aparecimento da seborreia, como os spaniels (cockers e springers), basset hound, pinscher, doberman, sharpei, alguns terriers, labradores e dachshunds.

Um bom diagnóstico será feito por um veterinário levando-se em consideração a história do proprietário, o exame físico e a eliminação de outras causas. A partir disso, virá o tratamento, direcionado à causa específica, levando à cura (geralmente na seborrsia de causa secundária), ou, pelo menos, ao controle da enfermidade (quando de causa primária). 

O tratamento, como já disse, depende da causa, mas geralmente são usados os tópicos, como xampus, pomadas e afins, e os de uso interno, por via oral ou injetável. 

Não deixe seu cão passar vergonha e incômodo por causa de uma caspa. Leve-o ao veterinário.


Maria Inês Ferreira
médica veterinária (CRMV SP - 6586)

Webanimal
www.webanimal.com.br





lado1
pixel

livro

pixel
lado2
vazio

Guia de Primeiros Socorros

Diário do Dudu
A volta ao mundo



quem somos | fale com a gente
Webanimal é marca registrada da Realty Informática Ltda.
Proibida a reprodução de artigos sem prévia autorização ©Copyright 1998 - 2014