/ Picadas de moscas em cães - Webanimal.com.br
 

 
   

Cadastre seu e-mail e receba informativos


Menu de Artigos

 Guia para iniciantes
 Guia avançado
 Adestramento
 Castração
 Cães de trabalho
 Cães famosos
 Cães pelo mundo
 Campanha anti-caca
 Cinofilia/criação
 Comportamento
 Cuidados gerais
 Dermatologia
 Diagnósticos
 Doenças
 Dogcast (podcast)
 Dúvidas frequentes
 Entidades protetoras
 Fotografia animal
 Gente que faz
 Geriatria
 Legislação
 Medicina Veterinária
 Nutrição
 Odontologia
 Oncologia
 Operação anti-caca
 Parasitas
 Primeiros socorros
 Posse responsável
 Proteção animal
 Raças populares
 Raças interessantes
 Reprodução
 Teste seu Cão
 Tratamentos
 Zoonoses


Menu de Serviços

 Achados e perdidos 
 Adoção
 Álbum de Fotos
 Amizades
 Cadastro de Pet Shop
 Cãorreio sentimental
 Doação
 Dogcast
 Histórias
 Página Animal
 Pesquisar estudantes
 Pesquisar veterinário
 TV Webanimal/Videos



Picada de moscas

Picadas de moscas

Algumas moscas picam os animais, pois se alimentam de sangue. A mais comum delas é a chamada "mosca dos estábulos" (Stomoxys calcitrans). Além de sugar o sangue, elas podem, como outras moscas, transmitir doenças e serem veiculadoras de ovos da mosca berneira (ver: berne). É comum ver cães com lesões nas orelhas causadas por picadas de moscas. Essas picadas são dolorosas, causando incômodo ao animal.

Os ferimentos se caracterizam por crostas negras de sangue coagulado nas pontas das orelhas e, algumas vezes, na face do cão. Incomodado, o cão tende a chacoalhar a cabeça com força, para se livrar das moscas. O bater de uma orelha na outra pode resultar em sangramento das pontas das orelhas, ou uma lesão chamada oto-hematoma (as orelhas do cão ficam muito inchadas pelo acúmulo de líquido sob a pele em decorrência do traumatismo constante).


foto: ponta da orelha de uma cão picado por moscas

É importante saber que as "moscas dos estábulos" colocam seus ovos nas fezes de animais, principalmente. Assim, para eliminar o parasita quebrando seu ciclo, um dos métodos empregados é recolher sempre as fezes dos animais.

O uso de medicamentos repelentes e cicatrizantes (ungüentos, pomadas ou sprays) nas regiões mais afetadas pelas picadas, se faz necessário. Para isso, é necessário consultar o veterinário sobre o que usar em cada caso.

Veja também:
Bicheiras
Bernes


Silvia C. Parisi
médica veterinária - (CRMV SP 5532)

Webanimal
www.webanimal.com.br




Livro sobre cães
lado1
pixel

Livro Crônicas para ler com seu cachorro

pixel
lado2
vazio

Guia de Primeiros Socorros

Diário do Dudu
A volta ao mundo




quem somos | fale com a gente
Webanimal é marca registrada da Realty Informática Ltda.
Proibida a reprodução de artigos sem prévia autorização ©Copyright 1998 - 2016