/ O parto em cadelas - Webanimal.com.br
 

 
   

Cadastre seu e-mail e receba informativos


Menu de Artigos

 Guia para iniciantes
 Guia avançado
 Adestramento
 Castração
 Cães de trabalho
 Cães famosos
 Cães pelo mundo
 Campanha anti-caca
 Cinofilia/criação
 Comportamento
 Cuidados gerais
 Dermatologia
 Diagnósticos
 Doenças
 Dogcast (podcast)
 Dúvidas frequentes
 Entidades protetoras
 Fotografia animal
 Gente que faz
 Geriatria
 Legislação
 Medicina Veterinária
 Nutrição
 Odontologia
 Oncologia
 Operação anti-caca
 Parasitas
 Primeiros socorros
 Posse responsável
 Proteção animal
 Raças populares
 Raças interessantes
 Reprodução
 Teste seu Cão
 Tratamentos
 Zoonoses


Menu de Serviços

 Achados e perdidos 
 Adoção
 Álbum de Fotos
 Amizades
 Cadastro de Pet Shop
 Cãorreio sentimental
 Doação
 Dogcast
 Histórias
 Página Animal
 Pesquisar estudantes
 Pesquisar veterinário
 TV Webanimal/Videos



O parto das cadelas

O parto

Uma semana antes do parto, defina o local onde a fêmea dará a cria. Coloque uma caixa de papelão ou madeira ("caixa de parição") de tamanho suficiente para acomodar a cadela e a ninhada, confortavelmente. As laterais da caixa devem ter altura que permita a entrada e saída da fêmea com facilidade, mas que impeça que os filhotes saiam. Deixe panos ou cobertores na caixa para que ela vá se acostumando com o local.

SINAIS: 24hs antes do parto, a fêmea pára de comer e se aninha na caixa de parição. A temperatura corpórea começará a baixar. Quanto mais próximo do momento do nascimento, mais agitada e inquieta a cadela ficará. Ela irá cavar a caixa, tentará juntar os panos, estará preparando o ninho. 

Impeça que ela vá parir em locais de difícil acesso (em baixo de camas ou móveis). Após o nascimento do primeiro filhote, a fêmea irá cortar o cordão umbilical, lamberá o filhote para o estimular e secar, e irá comer a placenta. Cada filhote será acompanhado de uma placenta. Deixe que ela coma, pois a placenta fornecerá nutrientes para a cadela.

É importante que se peça orientação ao veterinário sobre os sinais normais e anormais de um parto. Uma ninhada pode ser perdida por falta de experiência da cadela ou demora na saída do primeiro filhote. O veterinário irá orientar como proceder e quando será necessário contatá-lo em caso de anormalidades durante o parto. Em alguns casos, é necessáro recorrer à cesariana.

Clique aqui e acompanhe a sequência de um parto normal (fotos).


Parto natural

Celina Bessa - médica veterinária (RJ)


filhote de husky siberiano

Causas de perda da ninhada:

- demora na saída de algum filhote por falta de dilatação ou devido a fetos muito grandes;
- falta de contrações para a expulsão dos filhotes;
- eclâmpsia: falta cálcio, o útero não se contrai; *emergência veterinária.
- tempo de gestação prolongado (acima de 62 dias);
- torções do útero que impeçam a expulsão dos filhotes.

A ninhada

Os filhotes irão mamar logo após o nascimento, e irão adquirir os anticorpos passados pelo leite materno. Cadelas não vacinadas fornecerão bem menos anticorpos do que aquelas que tenham a vacinação em dia.

A cadela permanecerá no ninho o dia todo, só saindo para urinar e defecar. Colocar a água e a comida próximas à cadela. Muitas delas podem ficar agressivas com a aproximação de estranhos, ou mesmo do dono. Não insista, pois o instinto materno falará mais alto e a fêmea poderá atacar.


Daya amamentando seus filhotes

A cadela irá lamber os genitais e ânus dos filhotes, o que os estimulará a defecar e urinar. A mãe irá comer os dejetos dos filhotes. A partir de 20 a 25 dias de idade, a cadela começa a rejeitar a ninhada. É hora da orientação do veterinário quanto ao desmame.

Os filhotes abrem os olhos com 10 a 15 dias de idade. Os dentes começam a nascer entre 25 e 30 dias. Com 15 dias eles já começam a dar os primeiros passos, meio arrastados.

Com 30 dias de idade, prepare-se!! A mãe já não terá paciência com os filhotes e eles, por sua vez, já não ficarão quietinhos dentro da caixa... Estará instalada a bagunça!

Os cãezinhos podem ser separados da mãe a partir de 45 dias de idade.

Orientar o novo proprietário a levar o cãozinho ao veterinário para exames e início da vacinação.

Não deixar que o filhote saia na rua ou tenha contato com outros cães antes de completar todas as vacinas.

Veja também:
acasalamento
gestação
desmame


Silvia C. Parisi
médica veterinária - (CRMV SP 5532)

Webanimal
www.webanimal.com.br




Livro sobre cães
lado1
pixel

Livro Crônicas para ler com seu cachorro

pixel
lado2
vazio

Guia de Primeiros Socorros

Diário do Dudu
A volta ao mundo




quem somos | fale com a gente
Webanimal é marca registrada da Realty Informática Ltda.
Proibida a reprodução de artigos sem prévia autorização ©Copyright 1998 - 2016