/ Paralisia em cães e gatos - como lidar - Webanimal.com.br
 

 
   

Cadastre seu e-mail e receba informativos


Menu de Artigos

 Guia para iniciantes
 Guia avançado
 Adestramento
 Castração
 Cães de trabalho
 Cães famosos
 Cães pelo mundo
 Campanha anti-caca
 Cinofilia/criação
 Comportamento
 Cuidados gerais
 Dermatologia
 Diagnósticos
 Doenças
 Dogcast (podcast)
 Dúvidas frequentes
 Entidades protetoras
 Fotografia animal
 Gente que faz
 Geriatria
 Legislação
 Medicina Veterinária
 Nutrição
 Odontologia
 Oncologia
 Operação anti-caca
 Parasitas
 Primeiros socorros
 Posse responsável
 Proteção animal
 Raças populares
 Raças interessantes
 Reprodução
 Teste seu Cão
 Tratamentos
 Zoonoses


Menu de Serviços

 Achados e perdidos 
 Adoção
 Álbum de Fotos
 Amizades
 Cadastro de Pet Shop
 Cãorreio sentimental
 Doação
 Dogcast
 Histórias
 Página Animal
 Pesquisar estudantes
 Pesquisar veterinário
 TV Webanimal/Videos



Animais com paralisia

A lesão de ossos, músculos ou nervos, por traumas como quedas e atropelamentos, ou ainda, lesões nervosas provocadas por doenças infecciosas como a cinomose, podem provocar uma dificuldade de locomoção para os animais.

cão no andadorNo caso de lesões nervosas, a dificuldade de se locomover pode ser parcial, ou seja, o animal sente os membros (reage à dor), mas tem dificuldade para andar, ou total, quando existe ou não sensibilidade nas patas, mas o animal não se locomove (paralisia). Normalmente, quando o animal não reage à dor por mais de 24 horas, a paralisia pode ser permanente.

Andador para cães (foto: revista Clínica Veterinária)

A paralisia de origem neurológica ocorre com freqüência nos traumatismos causados por atropelamentos, e em cães idosos que apresentam alterações graves na coluna, como hérnia de disco ou "bico de papagaio".

Esses animais são tratados com medicamentos, cirurgia (em alguns casos) e fisioterapia. Dependendo da lesão sofrida no sistema nervoso, o cão pode não voltar a andar. Associado a esse quadro temos a questão da incontinência urinária e fecal, ou seja, o animal pode perder o controle voluntário da urina e fezes, o que se torna um grande problema para o proprietário e motivo para a eutanásia em cães e gatos com paralisias irreversíveis.

Uma grande ajuda para animais em recuperação e para os casos de paralisia irreversível é o andador para cães e gatos.

O andador ortopédico desenvolvido por Médicos Veterinários e Engenheiros é indicado para animais que perderam parcial ou totalmente a movimentação ou força de sustentação dos membros posteriores (patas traseiras). Pode então atuar de forma fisioterápica até a recuperação do animal, ou de forma definitiva, quando a lesão é irreversível. Em casos que ocorram incontinência urinária ou distúrbios gastrintestinais, o andador pode ser utilizado de forma periódica, pois possui design avançado que permite ao animal urinar ou defecar sem que exista a necessidade de retirá-lo do mesmo.

Os proprietários agora têm a opção do não sacrifício dos animais com paralisia permanente, pois dispõem de um recurso que não causa sofrimento ao animal ou transtorno para o dono.

Renato Faria Sanches
médico veterinário (CRMV SP 8607)

Webanimal
www.webanimal.com.br

versão para imprimir




Livro sobre cães
lado1
pixel

Livro Crônicas para ler com seu cachorro

pixel
lado2
vazio

Guia de Primeiros Socorros

Diário do Dudu
A volta ao mundo




quem somos | fale com a gente
Webanimal é marca registrada da Realty Informática Ltda.
Proibida a reprodução de artigos sem prévia autorização ©Copyright 1998 - 2016